Para aumentar a ação, diminua o atrito.

Se você quer aumentar as vendas no seu negócio, elevar a produtividade da sua equipe ou desenvolver novos hábitos pessoais, então precisa aprender a identificar e eliminar qualquer tipo de atrito para tornar as coisas mais fáceis.

OUÇA o resumo completo do livro 👇

Você também pode ouvir gratuitamente o ResumoCast em seu aplicativo favorito de podcasts. Os mais utilizados pelos nossos ouvintes são Spotify, Apple Podcasts e Google Podcasts.

O que você vai aprender nesse episódio?

  • Como funciona os óculos mágicos da fricção;
  • O que é atrito (ou fricção);
  • Exemplos de atritos que os consumidores enfrentam;
  • Se você fizer o difícil primeiro, as coisas se tornam mais fáceis depois;
  • Por que o atrito é o inimigo nº1 dos negócios;
  • Por que o mercado de e-commerce perde US$ 4.6 trilhões por ano;
  • Exemplo de baixo atrito ao comprar na Amazon;
  • Atrito X Motivação;
  • O que é a Lei do Menor Esforço;
  • Como antecipar o atrito que o seus clientes podem sofrer;
  • Com quais concorrentes você deve se comparar;
  • Como o Google desbancou os concorrentes Yahoo! e AltaVista;
  • Quais são os 4 passos para que produtos/serviços se torne um hábito das pessoas;
  • Como usar o atrito para desenvolver novos hábitos ou eliminar hábitos ruins;
  • A estratégia de venda do Modelo Fremium;
  • Análise X Parálise;
  • Dicas para você remover o atrito dos seus clientes na hora da compra;
  • Quem inventou o conceito do atrito;
  • Como funciona o Escorregador da Persuasão;
  • Frases do livro para se colocar em um outdoor;
  • Desafio prático para o ouvinte.
Tribo de apoiadores do ResumoCast

Pra quem é esse livro?

Esse livro é para quem quer facilitar ou dificultar qualquer tipo de tomada de decisão e ação, seja no trabalho em na vida pessoal.

Esse livro também é pra qualquer pessoa que se sente presa em seus próprios sistemas.

5 ESTALOS do livro que estão nesse episódio

#1 ideia central

O inimigo número um da produtividade, seja com a sua empresa no mundo dos negócios ou com você em hábitos pessoais, é o atrito.

Existe atrito em todos os lugares e em quase tudo o que a gente faz no dia a dia — dentro e fora do trabalho.

Reduzir o atrito, tornando as coisas mais fáceis, é um voto a favor de uma equipe engajada, é um voto a favor da produtividade — tanto pessoal como profissional —, e é um voto a favor do aumento das vendas de um produto ou serviço.

Se você treinar os seus olhos, vai identificar fricção e atrito, que é o gasto desnecessário de tempo, esforço ou dinheiro enquanto executa algo.

#2 Atrito é o inimigo nº1 dos negócios

Geralmente, quando os consumidores se deparam com algum tipo de atrito na hora de adquirir algum produto ou serviço — tanto online como offline —, eles acabam não comprando.

Isso gera um impacto negativo no número de vendas e de receita de um negócio.

E, como o Flávio Augusto fala: “Negócio que não vende, quebra”.

Um exemplo disso são os próprios números surpreendentes que o autor traz no livro.

4.6 trilhões de dólares por ano são perdidos em carrinhos abandonados nas compras online.

Isso é mais do que o dobro do número total de vendas nos sites de e-commerce.

Ou seja, em média, mais de dois em cada três carrinhos de compras na internet são abandonados sem que os consumidores concluam o processo de pagamento.

São 4.6 trilhões deixados na mesa por causa do atrito. Isso é muito sério!

#3 Faça o que é difícil no começo

Se você fizer o que é difícil no começo, a vida vai ficar mais fácil depois.

Diminuir o atrito no começo pode parecer ser muito mais trabalhoso.

Mas a grande diferença é que esse trabalho vai ser feito uma só vez. Isso vai facilitar todo um sistema no longo prazo.

Um grande exemplo disso vem direto do túnel do tempo, quando o império romano construiu novas estradas e pontes.

Esses caminhos não foram fáceis de serem criados e se utilizaram de muito trabalho braçal com materiais pesados como os mais diferentes tipos de pedra.

Mas, após criadas as estradas permitiram que tropas e suprimentos se movessem de um lugar para o outro com muito mais facilidade, o que muitas vezes foi o fator determinante para que uma guerra fosse vencida.

#4 Menos custos e mais lucros

Reduzir o atrito custa menos e gera mais lucro do que baixar o preço.

Quando você baixa o preço do seu produto ou serviço, o jogo que você está jogando é o de aumentar a motivação das pessoas para que elas vão lá e comprem.

Mas, se você reduzir o atrito, tornando o processo de compra mais fácil, você não precisa baixar o preço.

As pessoas vão comprar de você, mesmo que o seu preço ou o seu produto não seja o melhor do mercado.

Olha só a Amazon.

Na maioria dos produtos, a Amazon não tem os melhores preços do mercado.

Porém, pelo fato de facilitar o processo de compra com o 1-Click e eliminar a necessidade de preencher um formulário com o número do cartão de novo — tanto no site como no aplicativo da Amazon —, as pessoas acabam comprando, mesmo que o produto esteja mais caro.

A Amazon não joga o jogo dos preços baixos, como a maioria das empresas fazem.

Em vez de trabalhar a motivação para vender mais, a Amazon simplesmente torna as coisas mais fáceis para os usuários.

E isso tem dado muito certo até agora!

#5 Produtos/serviços formadores de hábitos

Quem ganha o campeonato são os produtos formadores de hábitos.

O seu produto ou serviço pode até ser muito bom e diferenciado no mercado.

Mas tem um problema.

Se ele não se tornar um hábito dos seus consumidores, provavelmente o seu negócio vai se tornar uma “empresa galinha” — pode até sair alguns centímetros do chão, mas não vai voar de verdade e não vai chamar a atenção de grandes investidores.

Nesse livro, o autor cita e explica muito bem um conceito que vem de outro livro — “Hooked (Engajado)“, do Nir Eyal — em que ele explica que produtos se tornam hábitos através de um loop de 4 passos:

  • Passo #1 – Gatilho
  • Passo #2 – Ação
  • Passo #3 – Recompensa
  • Passo #4 – Investimento

Um exemplo disso é o Facebook.

Digamos que você faz um post no Facebook e seus amigos curtem, comentam ou compartilham. Isso gera uma notificação pra você — aquela bolinha vermelha clássica.

Esse é o gatilho.

Quando você recebe uma notificação, a tendência é você verificar que notificação é essa. Para isso, você vai ter que abrir o Facebook novamente.

Essa é a sua ação.

E aí, por causa da injeção de dopamina que existem por trás das notificações, você fica feliz ao ver que seu post está sendo curtido, comentado ou compartilhado.

Essa é a recompensa.

Isso faz com que você queira fazer mais posts, e passar mais tempo no Facebook.

Esse é o investimento.

Quanto mais você passar por esse ciclo, mais você vai abrir e usar o Facebook. E, através da repetição, isso vai se tornar um hábito seu.

Entendeu a jogada?

Frases do livro para colocar em um outdoor

“Quando você reduz o atrito, tornando algo mais fácil, as pessoas fazem mais daquilo” (Jeff Bezos)

“Quanto mais você apontar o atrito pra pessoas ao seu redor, mais elas vão enxergá-lo. E assim vão querer fazer parte da solução” (Roger Dooley)

“Para aumentar a ação, diminua o atrito” (Roger Dooley)

Desafio para o ouvinte

Desafiamos você a colocar os óculos mágicos do atrito e eliminar o maior atrito que está no caminho do seu grande objetivo.

Vamos por partes.

Primeiro, pensa aí, qual é o seu maior foco no momento? O que mais gostaria de conquistar? Pensou?

O quão bom seria atingir tal ideal?

Agora, vamos tirar da frente qualquer tipo de atrito que te impeça de chegar lá.

Quais são as burocracias e regras inúteis que impedem que essa busca seja mais fluída e natural?

Se comprometa agora e eliminar todas elas e siga livre na direção da sua meta.

Quem é Roger Dooley?

Roger Dooley é um renomado palestrante e especialista em ciência comportamental.

Ele também é colunista na Forbes.

Sua especialidade é pesquisar e escrever sobre neuromarketing, algo que ele faz há mais de 10 anos.

Além do livro Fricção (Friction), Roger também é autor do best-seller Brainfluence.

Esse podcast substitui a leitura do livro Fricção (Friction)?

Não queremos que você deixe a leitura do livro de lado.

Além de escutar este podcast com o resumo, recomendamos que você leia o livro Fricção (Friction) na íntegra.

Use o ResumoCast como uma espécie de curadoria do próximo livro que você vai ler! É o que a maioria dos nossos ouvintes fazem.

Somos parceiros da Amazon, e quando você faz a compra através do nosso link (clique na capa do livro ☝️), a gente recebe uma pequena porcentagem da venda.

Assim, você nos ajuda a continuar produzindo conteúdos gratuitos de qualidade e “empoderando a humanidade com o conhecimento dos livros”.

E tem mais: além de respeitar as leis sobre os direitos autorais — tanto da editora como do autor —, você terá em mãos um material muito melhor do que um simples PDF baixado de graça na internet.

Fricção (Friction) no YouTube

Novidade: ESCUTE este artigo
Voiced by Amazon Polly
A newsletter do ResumoCast

A newsletter do ResumoCast

Quer receber dicas de livros para empreendedores e ficar por dentro das últimas novidades do ResumoCast?

Obrigado, agora você está cadastrado na nossa newsletter