Por Gregory Goris, gerente de Marketing e Tecnologia na Printi

Até alguns anos atrás, quando se pensava em estratégia de Comunicação e Marketing, logo vinham na cabeça os comerciais de TV, anúncios em revistas, capas de jornal, outdoors e uma série de outros formatos que exigiam verbas altíssimas para cada campanha. Com o passar do tempo e com o avanço da tecnologia, esses modelos clássicos foram aprendendo a conviver com novas mídias mais acessíveis, como as digitais.

É verdade que a mídia tradicional continua sendo muito útil, porém, é um investimento alto e com algumas limitações. Um exemplo de barreira é a Lei Cidade Limpa, que proíbe grandes anúncios em vias públicas de São Paulo, o que contribuiu para o surgimento e consolidação de alternativas de publicidade e propaganda na maior capital do Brasil.

Chegou a era em que investir no online já não é mais uma opção, mas algo básico. Ainda mais tendo em conta que diversos negócios estão nascendo inteiramente nesse novo universo e que utilizam anúncios digitais para conquistar seus clientes. Entre tantos empreendimentos, há as startups, criadas totalmente a partir da tecnologia e, consequentemente, da internet.

Para se ter uma ideia do tamanho do mercado, em quatro anos – de 2015 a 2019 -, o número de empresas deste tipo no Brasil mais que triplicou, passando de 4.151 para 12.727, um aumento de 207%, segundo a Associação Brasileira de Startups (ABStartups). O mercado é grande e, alguns segmentos, extremamente concorridos.

E como as startups já estão naturalmente inseridas no meio digital, faz sentido pensar que investir no Marketing voltado para impactar potenciais clientes no mundo online pode ser uma grande estratégia para empresas que estão começando. Além de ter um bom custo-benefício, a publicidade feita na internet proporciona formas mais concretas de mensuração de resultados. Um exemplo disso é a ascensão do volume de negócios gerados no ambiente virtual.

Segundo dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm), as vendas online apresentaram um crescimento enorme na última década. Em 2010, o e-commerce registrou um faturamento de R﹩ 16,8 bilhões no mercado brasileiro. No ano passado, esse número foi de R$75,1 bilhões. Em 2020, mesmo com a pandemia do coronavírus, as lojas virtuais continuaram com o protagonismo iniciado nos últimos meses, até porque o isolamento social fez com que os consumidores se tornassem ainda mais adeptos às compras digitais.

Quando se fala do Marketing de Performance como um grande aliado das startups, é preciso olhar para essa área como essencial na conquista dos objetivos da empresa. Além de dar o devido valor à ferramenta, é vital que a verba disponível seja utilizada de forma inteligente. É fato que as campanhas no digital são mais acessíveis que em comparação às veiculadas na TV. Porém, é imprescindível que seja anunciada na rede social correta para evitar equívocos e perdas financeiras.

Não existe uma fórmula mágica de sucesso, mas de imediato é válido avisar: não existe Marketing de Performance sem uma boa área de Tecnologia por trás, aliado indispensável para que a empresa esteja por dentro de todos os comportamentos do consumidor, garantir bom funcionamento do site e, dessa forma, capaz de atingir mais eficiência com os anúncios. Imagine pagar mídia para captar um cliente que não se interessa pelo seu produto? Ou pior, ele se interessa mas o site não foi pensado através da experiência do usuário? É por isso que ferramentas – como CRM, Business Intelligence, gestão dos dados, User Experience, processos de melhoria da interface, landing pages e outros – são tão importantes.

Além da área de Tecnologia, alguns passos são essenciais para garantir que os objetivos centrais sejam atingidos, como: analisar com precisão os dados das campanhas passadas, definir os canais mais adequados – de acordo com cada objetivo – e quanto será investido. Esse planejamento deve ser feito desde o momento em que a empresa é fundada e esse passo evita erros e equívocos quando não há uma verba grande para investir.

O Marketing de Performance já provou o quanto traz retorno e que é o presente e o futuro de inúmeras startups. Saber utilizar essa ferramenta e entender que não se trata da área “que gasta dinheiro”, mas que uma das que mais contribuem para os resultados de uma empresa.



Link original

Entre para a lista de espera destaTribo

Você será avisado quando o processo de seleção estiver disponível

Você está na lista de espera para esta Tribo. Aguarde o nosso contato ou se increva em outra se desejar.

Entre para a lista de espera destaTribo

Você será avisado quando o processo de seleção estiver disponível

Você está na lista de espera para esta Tribo. Aguarde o nosso contato ou se increva em outra se desejar.

Entre para a lista de espera destaTribo

Você será avisado quando o processo de seleção estiver disponível

Você está na lista de espera para esta Tribo. Aguarde o nosso contato ou se increva em outra se desejar.

Entre para a lista de espera destaTribo

Você será avisado quando o processo de seleção estiver disponível

Você está na lista de espera para esta Tribo. Aguarde o nosso contato ou se increva em outra se desejar.

Entre para a lista de espera destaTribo

Você será avisado quando o processo de seleção estiver disponível

Você está na lista de espera para esta Tribo. Aguarde o nosso contato ou se increva em outra se desejar.

Entre para a lista de espera destaTribo

Você será avisado quando o processo de seleção estiver disponível

Você está na lista de espera para esta Tribo. Aguarde o nosso contato ou se increva em outra se desejar.