A Embraer anunciou nesta quinta-feira (10) que sua empresa de transporte aéreo urbano Eve iniciou discussões para uma eventual combinação de negócios com uma empresa de propósito específico de capital aberto nos Estados Unidos, o que fez as ações da companhia dispararem mais de 10%.

A companhia brasileira não informou detalhes. A empresa de propósito específico (Spac) é a Zanite Acquisition Corp.

Empresas estão recorrendo a um arranjo em que são adquiridas por Spacs já listadas para acelerarem sua ida ao mercado de capitais dos Estados Unidos.

“As negociações com a Zanite estão em curso. A companhia não pode prever se a Eve chegará a um acordo definitivo ou quais serão os seus termos”, afirmou a Embraer em fato relevante enviado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Wall Street está em frenesi em torno das Spacs, que levantaram US$ 99 bilhões nos EUA até meados de abril, após um recorde de US$ 83 bilhões em 2020.

“A Embraer vem investindo em novas vertentes de tecnologia, e com a possível fusão, a Eve, da fabricante de aviões, com a Zanite, a empresa irá conseguir gerar maior valor, além de estar entrando em um novo mercado muito específico”, disse o analista Luis Sales, da Guide Investimentos.

Por volta de 11h, as ações da Embraer avançavam 13,18%, a R$ 19,58, maior alta do Ibovespa, que subia 0,1%. Na máxima até o momento, os papéis chegaram a R$ 19,94, maior patamar intradia desde fevereiro de 2020.

“Isso é positivo para a Embraer uma vez que ela tem valor de mercado de US$ 2,5 bilhões e apenas a Eve sozinha poderia alcançar um valor de US$ 2 bilhões”, afirmaram os analistas Victor Mizusaki e Pedro Fontana, do Bradesco BBI.

Nesta semana, a Eve anunciou uma parceria com a Helisul, uma das maiores operadoras de helicópteros da América Latina, que inclui encomenda de até 50 veículos elétricos de pouso e decolagem vertical, conhecidos como “eVtol”, com entregas previstas para começarem em 2026. No início do mês, a Eve anunciou parceria com a anglo-americana Halo, que prevê entrega de 200 eVtols também a partir de 2026.

A Embraer apresentou seu eVtol em 2018 nos Estados Unidos, em um projeto em parceria com a Uber. O veículo elétrico assemelha-se a uma mistura de helicóptero com drone, com oito motores para sustentação vertical e tem dois motores traseiros para movimento no plano horizontal.



Link original