Política

O projeto prevê que a Prefeitura jaraguaense possa dar autorizações temporárias de um ano podendo ser prorrogadas por mais um ano a empresas que têm produtos inovadores em estágio de experimentação

21 Jul 2021 – 11h20Por Janici Demetrio

Os vereadores Luís Fernando Almeida (MDB), Rodrigo Livramento (Novo) e Sirley Schappo (Novo) em reunião com a chefe de gabinete do prefeito de Jaraguá do Sul, Emanuela Wolff, para discutir o Sandbox Regulatório - Crédito:  Divulgação Os vereadores Luís Fernando Almeida (MDB), Rodrigo Livramento (Novo) e Sirley Schappo (Novo) em reunião com a chefe de gabinete do prefeito de Jaraguá do Sul, Emanuela Wolff, para discutir o Sandbox Regulatório – Crédito: Divulgação

Na terça-feira (20), a Câmara Municipal de Jaraguá do Sul aprovou o projeto que institui o Sandbox Regulatório no município, lei que permite a criação de ambientes experimentais onde empresas com propostas inovadoras poderão testar seus produtos sem a necessidade de arcar com as tributações e cumprir as regulamentações habituais, ou seja, com mais liberdade econômica e jurídica. A matéria é de autoria dos vereadores Jonathan Reinke (Podemos), Luís Fernando Almeida (MDB), Rodrigo Livramento e Sirley Schappo, ambos do Partido Novo.

O projeto prevê que a Prefeitura jaraguaense possa dar autorizações temporárias de um ano – podendo ser prorrogadas por mais um ano – a empresas que têm produtos inovadores em estágio de experimentação. Sem os custos de alguns impostos e sem as amarras da burocracia, os empreendedores poderão testar suas tecnologias com mais agilidade e menos custos. O presidente do Comitê Inova Jaraguá, Gustavo Pacher, afirmou, em sessão do Legislativo no dia 6 de julho, que o primeiro local a ser utilizado para o Sandbox deve ser o Parque da Inovação, no bairro Três Rios do Sul.

No dia 17 de junho, três dos autores da matéria reuniram-se com a chefe de gabinete do prefeito de Jaraguá do Sul, Emanuela Wolff, para discutir Sandbox.

Durante a discussão do PL na sessão desta terça-feira, a vereadora Sirley Schappo lembrou que o Sandbox é uma parceria entre Legislativo, Executivo, Comitê Inova Jaraguá e o Novale Hub (Centro de Inovação Jaraguá do Sul) e que ele vai dar segurança jurídica às empresas que participarem do projeto, proporcionando a criação de mais startups jaraguaenses. “Quando você faz um experimento de alguma coisa para ver se aquilo dá certo, de certa forma, você já está fazendo o Sandbox”, ilustra. Para ela, a iniciativa vai atrair empresas, gerar empregos e, quem sabe, consolidar Jaraguá do Sul como o Vale do Silício brasileiro.

Luís Fernando Almeida frisou que Jaraguá do Sul já é exemplo de empreendedorismo, cooperativismo e de pessoas que buscam contribuir para o crescimento do município. “Uma matéria igual a essa vai proporcionar a segurança jurídica para essas pessoas que buscam inovar e buscam o desenvolvimento da nossa cidade”, salienta.

Jonathan Reinke ressaltou que, com a aprovação do projeto, os parlamentares estão dando a oportunidade de Jaraguá do sul desenvolver tecnologia e inovação, além de dar oportunidades para as pessoas que levarão o nome da cidade para o Brasil e para o mundo.

Rodrigo Livramento destacou que o mais interessante da proposta é que, por se tratar de inovação, “é algo ainda não previsto, é algo intangível, é algo que ainda está por surgir. Então os grandes frutos desse projeto ainda irão aparecer no futuro”.

O projeto foi aprovado por unanimidade e será encaminhado ao Executivo para sanção do prefeito Antídio Lunelli. Após a lei entrar em vigor, o Executivo ainda precisará regulamentar a proposta, através de decreto, estabelecendo as regras para a participação das empresas no projeto.

 

Matérias Relacionadas

Saúde

Hospital São José busca apoio para compra de equipamento de Hemodinâmica

Nesta semana, integrantes da diretoria do Hospital apresentaram pedido para aquisição do equipamento ao deputado estadual, Vicente Caropreso.

Hospital São José busca apoio para compra de equipamento de Hemodinâmica

Política

Vereadores de Jaraguá repudiam aumento do Fundo Eleitoral e apelam por veto 

Na sessão desta terça-feira (20), eles se manifestaram sobre o assunto e aprovaram uma moção de apelo que pede ao presidente da República, Jair Bolsonaro, que vete o item

Vereadores de Jaraguá repudiam aumento do Fundo Eleitoral e apelam por veto 

Geral

Livro “No Vale das Cachoeiras” é apresentado durante sessão na Câmara de Corupá

A jornalista e professora Darci Rutsatz usou o Espaço Tribuna Livre, exibiu slides com a história do parque desde a sua fundação e presenteou os vereadores com um exemplar do livro

Livro "No Vale das Cachoeiras" é apresentado durante sessão na Câmara de Corupá

Política

Após inquérito do MP, Câmara de Jaraguá pode mudar de endereço

O Legislativo tem prazo de 15 dias para responder ao Ministério Público sobre quais serão as próximas providências sobre o prédio, sob risco de ação judicial

Após inquérito do MP, Câmara de Jaraguá pode mudar de endereço

Ver mais de Política





Link original