Certa vez, o educador e escritor, Rubem Alves, disse o seguinte:

“Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho de pipoca, para sempre. Assim acontece com a gente. As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo. Quem não passa pelo fogo fica do mesmo jeito, a vida inteira.”

O que essa citação tem a ver com o momento que estamos passando?

Talvez você já tenha ouvido a seguinte expressão: “Você precisa mudar!”.

Essa mudança pode ser no trabalho, algo a ser aprimorado em seu comportamento, mudança de cidade, de país etc. — não importa.

A questão é aplicar o termo mudança na vida prática.

Porém, nem sempre a pessoa que recebe essa informação como feedback tem consciência do que de fato precisa mudar.

Inicialmente, ela não tem ideia de o que mudar, quando, como e por quê.

Na verdade, acreditamos que o problema é sempre do outro. Muitas vezes somos cegos em afirmar que o meu jeito e o seu jeito de ser são melhores do que os dos outros.

Para contornar essa situação, é bom prestarmos atenção em metáforas e modelos mentais. Esses dois elementos podem ser o “pulo do gato” no processo de mudança.

Vamos lá!

O jogo mudou

“A transformação do milho duro em pipoca macia é símbolo da grande transformação”.

Antigamente, as coisas corriam de forma mais simples — e mais lenta.

Um ciclo se fechava para começar outro, a estabilidade era maior, ter uma grande empresa no mercado era vantagem.

Hoje, o jogo mudou.

Não precisamos estar prontos para começarmos algo.

Atualmente, a grande jogada é testar as possibilidades, errar, aprender e testar novamente.

Se você passar muito tempo em uma mesma empresa, pode ser visto como adepto do comodismo e da zona de conforto.

Ser pequeno no mundo volátil é uma grande vantagem.

Olhe só as startups que conseguem escalonar produtos e resolver problemas de forma ágil em velocidade exponencial, sem passar por reuniões longas, hierarquia de cargos e tomada de decisão lenta.

“A transformação só acontece pelo poder do fogo. Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho de pipoca, para sempre. Assim acontece com a gente. As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo”.

Não seja um piruá

Você sabe o que é piruá?

É o milho de pipoca que não se transforma — que não estoura.

Fazendo uma analogia com os seres humanos, são as pessoas que acham que o seu jeito de ser é o melhor, e que não há espaço para aprender, nem para expandir seus horizontes.

Os setores da economia que subestimaram a mudança e acharam que isso nunca iria acontecer, provavelmente estão com dias contados.

A verdade é que o mundo não espera. Isso é real.

Repare em diversos segmentos nesse momento de pandemia que o mundo está vivendo devido ao novo coronavírus — nosso ilustre COVID-19.

Essa é a fase da transformação a ferro e fogo: academias, restaurantes, hotéis, companhias aéreas, cinema, teatro etc. precisam rever seus modelos de negócios, nichos e criar novas oportunidades.

Ao passo que, ao longo do tempo, quem já havia observado a mudança se adaptou de forma menos dolorosa como: ensino à distância, trabalho remoto, entretenimento online, serviços delivery, comércio eletrônico — e por aí vai.

Ou seja, o coronavírus está dizendo para a humanidade:

“Estou incomodando porque eu quero que você reaja e traga novas respostas”.

“Quero ver soluções inovadoras e criativas. Não estou fazendo isso para o seu mal. Muito pelo contrário. Isso é para você crescer, se tornar mais forte, rever os seus comportamentos e modelos mentais”.

Então, nos vimos na boca do furacão.

Milhares de pessoas perderam o emprego. Empresas estão fechando.

Mas, ao mesmo tempo, novos nichos estão sendo explorados e validados.

Reuniões online e redução de custos por causa do home office são apenas dois exemplos.

Ser o milho de pipoca que transforma exige mudança de postura.

Um computador precisa ser atualizado constantemente para que os seus programas funcionem e tenham bom desempenho.

Já reparou que seu smartphone atualiza pelo menos um aplicativo praticamente todos os dias?

O caos traz novas possibilidades

O caos também é um momento para existirem novas possibilidades. É uma oportunidade para a nossa capacidade de criatividade se aflorar.

É nele que o ser humano deixa fluir e entra em conexão com o seu potencial máximo.

É nesse momento que saímos da lógica do controle, do fazer por fazer, do individualismo, para a lógica do coletivo, do social, da inovação, colaboração e aprendizado.

Aí está o desafio.

Passamos a ver o mundo de um novo ângulo, com sentimento, vivências e conexões humanas.

Essa forma de pensar e agir, estão presentes no livro Mudança de Mindset, já abordado aqui no ResumoCast.

A Mudança de Mindset nos coloca em confronto com o nosso EU atual, em que nossas ações são consequências do modelo mental que possuímos até então.

Se não estivermos abertos a revê-lo, o problema sempre está no outro.

A Mudança de Mindset também traz uma abordagem objetiva e prática de como devemos ver o mundo de maneira mais simples.

Geralmente, qualquer tipo de mudança enfrenta resistências e pré-conceitos. Contudo, muitas vezes essa mudança é a salvação.

É justamente o que precisamos encarar para subir para o próximo nível em nossas vidas como seres humanos.

Mudar é realmente um grande desafio.

É necessário recrutar forças, estabelecer formatos de confiança e enviar essas informações diariamente à nossa mente e coração.

Mudar exige esforço, entrega e muita prática consistente.

A vida humana está nos convidando a tomarmos a decisão de sermos a pipoca, que se entrega e se transforma, ou o piruá, que fica parado, na inércia, sem se mover.

Isso tudo deve servir de tração para botar a bola no chão, analisar o campo, confiar nas suas habilidades, conhecimentos e atitudes e entrar no jogo para ganhar.

Conclusão

Nós, seres humanos, não estamos aqui para sermos apenas piruás.

Estamos aqui para estourarmos e nos tornarmos pipoca, passando pelo fogo.

Para que isso aconteça, é preciso haver uma mudança de mindset — um desenvolvimento do nosso modelo mental atual.

O primeiro passo para a mudança de mindset acontecer é reconhecermos que não estamos 100% corretos em nosso modo de enxergar e encarar a vida.

Podemos e precisamos melhorar. Pensar e agir fora da caixa.

Que oportunidades você tem desperdiçado em seu negócio por não inovar ou não se adaptar às mudanças rápidas que o mundo atual exige?

Compartilhe sua reposta e sua opinião com a gente aqui nos comentários!

Gilmar Chagas
Novidade: ESCUTE este artigo
Voiced by Amazon Polly

Entre para a lista de espera destaTribo

Você será avisado quando o processo de seleção estiver disponível

Você está na lista de espera para esta Tribo. Aguarde o nosso contato ou se increva em outra se desejar.

Entre para a lista de espera destaTribo

Você será avisado quando o processo de seleção estiver disponível

Você está na lista de espera para esta Tribo. Aguarde o nosso contato ou se increva em outra se desejar.

Entre para a lista de espera destaTribo

Você será avisado quando o processo de seleção estiver disponível

Você está na lista de espera para esta Tribo. Aguarde o nosso contato ou se increva em outra se desejar.

Entre para a lista de espera destaTribo

Você será avisado quando o processo de seleção estiver disponível

Você está na lista de espera para esta Tribo. Aguarde o nosso contato ou se increva em outra se desejar.

Entre para a lista de espera destaTribo

Você será avisado quando o processo de seleção estiver disponível

Você está na lista de espera para esta Tribo. Aguarde o nosso contato ou se increva em outra se desejar.

Entre para a lista de espera destaTribo

Você será avisado quando o processo de seleção estiver disponível

Você está na lista de espera para esta Tribo. Aguarde o nosso contato ou se increva em outra se desejar.