Você teve uma ideia revolucionária de um negócio altamente lucrativo. Qual o seu próximo passo?

O comportamento geralmente acontece da seguinte forma:

  1. Tive uma ideia e começo a desenvolve-la;
  2. Lanço o produto/serviço no mercado;
  3. Rezo para que as pessoas gostem e comprem.

Boa sorte para você que for realizar o processo dessa maneira.  O que acontece é que existirá boas chances de você gastar seu tempo, energia, dinheiro desenvolvendo o seu projeto e quando finalmente o dia do lançamento chegar, descobri que ninguém o quer, que ninguém o COMPRA!

Essa é uma das grandes frustrações que pode existir na vida de um empreendedor e de muitas Startups.

Seria é possível nós descobrirmos se o mercado está receptivo a nossa ideia, andes de desenvolve-la genuinamente?

A resposta é SIM e é exatamente isso o que veremos nesse post!

 

Mas, primeiramente, o que é Startup?

“Uma instituição HUMANA projetada para criar novos produtos e serviços sob condições de extrema incerteza. ”

Eric Ries, autor do livro Startup Enxuta

 

O termo Startup acabou ficando muito associado a empresas de tecnologia, porém elas podem ser associadas a QUALQUER tipo de negócio que esteja no seu processo inicial e que utilizam estratégias de validação de forma rápida, é justamente isso que o diferencia do mercado tradicional onde esse mesmo processo de validação pode durar vários meses para ser implementado.

 

O que é uma estratégia de validação?

Nada mais é do que você encontrar uma forma de oferecer o seu produto, serviço ao mercado, porém sem ter desenvolvido ainda o produto ou serviço, apenas para conseguir validar se as pessoas estão receptivas a sua ideia, te poupando assim, futuras frustrações.

É na estratégia de validação que está a resposta para você não gastar tantos recursos desenvolvendo a sua ideia genial e ter a surpresa de que ela não foi uma ideia tão boa assim que acabou não servindo para o mercado.

 

Como implementar uma estratégia de validação?

Você teve uma ideia que pode ser tanto para a criação de um produto do zero, quanto sobre a melhoria de algo que já existe.

Então você se pergunta: “será que essa ideia será mesmo útil para o mercado? Será que ela trará benefícios para o meu negócio? ”

Para responder essas perguntas é necessário criar uma estratégia de validação para ter as respostas para as suas perguntas acima.

E como fazer isso?

Existe diversas formas de você fazer isso porém uma das mais comuns é através de um PMV (Produto Mínimo Viável). Você também poderá validar uma ideia criando uma Landing Page (uma página na internet em que você explique o seu produto/serviço e peça para as pessoas interessadas se cadastrarem), você pode lançar um vídeo, fazer uma experiência pequena… enfim.

Coloca a ideia ou um protótipo do produto no mercado e começa a analisar as métricas e coletar os feedbacks dos usuários. 

 

 

O que são métricas? São os DADOS, as informações que você está coletando a partir do momento em que colocou a sua estratégia de validação em campo.

Se essas métricas começarem a trazer um feedback positivo, continua desenvolvendo e coletando mais feedbacks.

As métricas deram um sinal negativo? Cancela e modifica a estratégia ou até a ideia.

Isso pode acontecer em 2 dias ou 5 meses. E é justamente aqui que está o diferencial de uma startup: a rapidez.

Na startup você consegue criar hipóteses e testa-las numa rapidez incrível e isso aumenta significativamente as chances do sucesso.

Desenvolver, focar as suas energias, seu tempo em algo que o mercado esteja realmente receptivo é o grande segredo do negócio e utilizando a estratégia da validação você consegue colocar a sua hipótese em campo e perguntar diretamente ao cliente o que ele quer, se ele está gostando e o que ele desejaria!

Com isso, você rapidamente sai do campo das ideias, das probabilidades para algo concreto e realista porque é muito fácil se iludir a respeito do que você acredita que os clientes querem.

Existe um grupo de pessoas que estão desenvolvendo algo que ACREDITAM ser o que as pessoas precisam e uma Startup que está utilizando a estratégia de validação antes de desenvolver uma ideia para se aproximar do que DE FATO as pessoas querem. Quem você acha que está mais próximo do sucesso?

Uma vez que você já começou o desenvolvimento de uma ideia é importante estar atento a um ponto: é fácil aprender coisas que são totalmente irrelevantes na estratégia de validação.

A estratégia de validação só é 100% eficaz no desenvolvimento do seu produto se for atrelada a aprendizagem validada que é respaldada por dados empíricos coletados de clientes (e não possíveis clientes) reais.

Isso permite que você trabalhe com mais inteligência, alinhados com as necessidades reais dos clientes.

 

 

Aprendizagem Validada

Ao compreender a importância da estratégia de validação preste muita atenção para o seguinte:

“Comparando duas startups. A primeira empresa começa com a métrica clara de pontos de partida, uma hipótese a respeito do que melhorará a métrica e um conjunto de experimentos idealizados para testar o produto.

A segunda equipe senta-se à mesa e discute o que melhoraria o produto, implementa diversas dessas mudanças ao mesmo tempo e comemora se houver aumento positivo em algum dos números. Que startup tende a estar fazendo um trabalho eficaz e alcançando resultados duradouros? ”

Trecho tirado do livro “A Startup Enxuta”

Para utilizar de maneira correta a aprendizagem validada é necessário enxerga-la como um verdadeiro experimento seguindo um método científico dentro da estratégia de validação!

Portanto a primeira Startup está muito mais próxima de canalizar a energia da equipe em ações que realmente farão a diferença para a empresa ao contrário da segunda que joga o jogo da sorte achando que está colocando em prática os conceitos da aprendizagem validada!

 

Fonte: A Startup Enxuta, Eric Ries

 

Novidade: ESCUTE este artigo
Voiced by Amazon Polly
A newsletter do ResumoCast

A newsletter do ResumoCast

Quer receber dicas de livros para empreendedores e ficar por dentro das últimas novidades do ResumoCast?

Obrigado, agora você está cadastrado na nossa newsletter