Podemos dividir os macro ciclos educacionais em quatro: oral, manuscrito, impresso e digital.

Podemos dizer que os educadores teóricos e operacionais trabalharam imersos nestes ciclos, sem a consciência deles.

A história do Sapiens estava até aqui mal contada. Por isso, a confusão.

As mídias definem as civilizações, tanto as novas demandas demográficas quanto as tecno-ofertas.

Todos os educadores do terceiro macro ciclo educacional (Piaget, Montessori, Ferreiro, entre outros) refletiram dentro daquela conjuntura.

Para um tamanho da população;

Para as mídias, até então disponíveis;

Para um ambiente profissional determinado.

Não havia AINDA a revisão da história humana feita por Marshall McLuhan (1911 – 1980), na qual as mídias modificam a civilização.

Um novo diálogo educacional

Podemos dizer que estamos recomeçando o diálogo sobre educação em um novo patamar civilizacional.

Todos as antigas teorias precisam ser revistas e readaptadas para as novas demandas.

Autores que defendiam a autonomia do indivíduo serão renascidos e precisaremos repensar a educação das crianças, dos jovens e dois adultos dentro de novos paradigmas.

Estamos no início de um renascimento educacional e o futuro de cada pessoa dependerá da nossa capacidade de ter consciência do desafio e de acelerar o processo.

É isso, que dizes?

A revisão das bases das mudanças educacionais faz parte do curso Futuro da Educação, que estou promovendo em parceria com a Agência Azul e o ResumoCast.

As inscrições estão abertas!

Comprando hoje você ainda vai ter um desconto super especial de pré-lançamento.
Ao invés de R$ 439,00 você vai pagar apenas 10x de R$ 17,90!

Inscreva-se agora!
https://cursoofuturodaeducacao.com.br/

Novidade: ESCUTE este artigo
Voiced by Amazon Polly
A newsletter do ResumoCast

A newsletter do ResumoCast

Quer receber dicas de livros para empreendedores e ficar por dentro das últimas novidades do ResumoCast?

Obrigado, agora você está cadastrado na nossa newsletter