E se você pudesse viver para sempre?

De acordo com o filósofo e professor Yuval Noah Harari, os seres humanos serão capazes de vencer a morte até 2100.

Em vez de Homo Sapiens, seremos Homo Deus.

Mas como isso vai acontecer? Qual será o impacto disso na humanidade?

OUÇA o resumo completo das partes 1 e 2 do livro 👇

Você também pode ouvir gratuitamente o ResumoCast em seu aplicativo favorito de podcasts.

O que você vai aprender nesse episódio

  • Como o homo sapiens se tornou “dono” do planeta Terra
  • Ideia central do livro Homo Deus na opinião dos apresentadores e do convidado
  • Por que devemos entender a História da humanidade?
  • Quais serão as 3 próximas metas da raça humana?
  • Por que a morte é um problema técnico?
  • O que são algoritmos?
  • Será que o livre-arbítrio realmente existe?
  • Como os seres humanos passaram a buscar respostas fora das fontes tradicionais?
  • O que é a Revolução Humanista?
  • Como será a transição de uma raça mortal para uma raça amortal?
  • Será mesmo que a vida humana não tem propósito?
  • Frases do livro para colocar em um outdoor
  • Desafio para o ouvinte
Tribo de apoiadores do ResumoCast

Para quem é esse livro?

As partes 1 e 2 desse livro são leituras essenciais pra quem quer ir em busca de informações sérias em relação ao futuro, não sob o olhar de um profeta religioso, mas sim como um cientista/historiador com argumentos baseados em um vasto acervo de pesquisas científicas.

5 ESTALOS do livro

Selecionamos 5 ideias do best-seller Homo Deus que você vai escutar nesse episódio:

#1 ideia central

Uma vez que os índices de saúde, violência e saúde se encontram no melhor patamar da história e não são mais fonte de preocupação para os Sapiens, qual será o nosso próximo desafio? Vida eterna? Felicidade constante?

Na busca por saúde, felicidade e poder, os humanos vão acabar modificando suas características, até não serem mais homo sapiens, mas sim homo deus.

Essa parte do livro conta isso tudo pra você.

#2 As próximas metas da humanidade

Raramente nos satisfazemos com o que já temos. Logo depois que a gente conquista alguma coisa importante, a euforia passa rápido, e já queremos mais.

Se problemas como fome, a peste e a guerra estão sob controle, então as próximas metas da humanidade — de acordo com o Harari — provavelmente vão ser 3:

  • 1- Imortalidade
  • 2- Felicidade
  • 3- Divindade

Felicidade é um assunto bastante abordado ultimamente, tanto em livros como cursos e palestras.

Por outro lado, a imortalidade e divindade humana são assuntos mais delicados de abordar em massa.

Vale ressaltar que a Declaração Universal dos Direitos do Homem, adotada pela ONU após a Segunda Guerra Mundial, declara que o “direito à vida” é o valor fundamental da humanidade.

Então, nesse caso, eu concordo com o ponto de vista do Harari de que “a morte é um crime contra a humanidade, e temos que travar uma guerra total contra ela.

Isso contraria algumas doutrinas religiosas — como cristianismo, islamismo e hinduísmo —, que insistem em dizer que o grande significado da nossa existência depende do pós-vida. e assim consideram a morte como parte vital de um plano superior.

#3 Conhecimento como principal fonte de receita

Antes, as principais fontes de riqueza eram os recursos materiais, como minas de ouro, campos de trigo e poços de petróleo.

Hoje, a principal fonte de riqueza é o conhecimento.

E, embora se possam conquistar poços de petróleo na guerra, não se pode conquistar conhecimento dessa maneira.

Desde que o conhecimento se tornou o mais importante recurso econômico, a rentabilidade da guerra declinou e as guerras tornaram-se cada vez mais restritas àquelas regiões do mundo — como o Oriente Médio e a África Central — nas quais as economias ainda são antiquadas, baseadas em recursos materiais.

Já fizeram muitas guerras por insumos naturais, mas hoje não faria sentido a China invadir a Califórnia para tomar o Vale do Silício.

Mesmo que os chineses pudessem ser bem-sucedidos no campo de batalha, não existem minas de silício para pilhar no Vale do Silício.

Em vez disso, os chineses ganharam bilhões de dólares como resultado de sua cooperação com gigantes da alta tecnologia, tais como Apple e Microsoft, comprando os softwares dessas empresas e fabricando produtos para elas.

A conclusão é que o conhecimento não pode ser roubado e nem é limitado.

Quando investimos na indústria do conhecimento conhecimento, além de poder dividir com outras nações, também estamos investimento em uma indústria pacífica e sustentável.

#4 A morte é um problema técnico

Humanos morrem por causa de alguma falha técnica — o coração para de bombear sangue. A artéria principal entope com depósitos de gordura. Células cancerosas se espalham no fígado.

E já que é um problema técnico, então quer dizer que deve existir uma solução técnica.

A Declaração Universal dos Direitos Humanos diz que “todo ser humano tem direito à vida”, e não “direito à vida até os 90 anos”.

Por que o “direito à vida” precisa ser limitado? Por que precisa ter data de vencimento? De acordo com o Harari, isso não faz sentido.

E sabe quem ganha com isso? O empreendedorismo.

Olha só os caras do Google Ventures, que estão investindo quase 1 bilhão de dólares em startups na área de biociência, que incluem projetos relacionados com a prorrogação da vida.

Isso é um forte indício de que essa coisa de acabar com a morte realmente não é brincadeira.

O livro diz que alguns especialistas acreditam que a humanidade vai vencer a morte por volta do ano 2220; outro dizem 2100, e tem alguns que são mais confiantes ainda.

Eles dizem que, em 2050, qualquer pessoa que tenha um corpo saudável e uma conta bancária gorda vai conseguir enganar a morte, uma década por vez.

Como é que funciona isso?

Se em 2050 você tiver um corpo saudável e bastante dinheiro no banco, a cada mais ou menos uns 10 anos você vai poder ir a uma clínica especializada e receber um tratamento renovador, que não irá curar somente doenças, como também regenerar tecidos desgastados e aumentar a eficácia das mãos, olhos e até do cérebro.

#5 Um caçador Neandertal em Wall Street

A elevação do Sapiens a um nível superior será um processo gradual, passo a passo.

Vai se fundir no processo com robôs, computadores e tudo aquilo que a tecnologia ainda vai traze, até que nossos descendentes olhem pra trás e se deem conta de que não são mais o mesmo tipo de ser como a gente é hoje.

Todo dia milhões de pessoas estão em busca de tratamento com remédios antidepressivos que sejam novos ou mais eficazes.

Cada vez mais as pessoas estão dando ao seus smartphones um pouco mais de controle sobre suas vidas.

No livro diz que, na busca por saúde, felicidade e poder, os humanos modificarão suas características aos poucos, uma de cada vez, até não se tornarem mais humanos.

Ou seja, em um mundo pós-atualização (termo que o Harari usa no livro), a gente se sentiria como um caçador Neandertal em Wall Street.

Traduzindo, não teríamos uma sensação de pertencimento.

A tentativa de elevar o homo sapiens provavelmente vai tornar o mundo irreconhecível ainda neste século. Então, é melhor a gente se preparar para o que vem por aí.

Frases do livro para colocar em um outdoor

“Podemos dizer que a nova agenda humana na realidade consiste em um só projeto; alcançar a divindade”

“A morte é um problema técnico que pode e deve ser resolvido”

“Se pessoas passam fome e não é por falta de alimento, mas sim porque políticos querem, o que podemos fazer para mudar isso?”

Desafio para o ouvinte

Chegou a sua vez de entrar de cabeça no nosso episódio!

O autor Yuval Noah Harari crava nas páginas desse livraço que, em breve, a ciência pode encontrar maneiras artificiais de manter a felicidade constante.

Se isso pudesse acontecer e você pudesse colocar um dia perfeito para se repetir pra sempre, como seria esse dia?

Como ele começaria? Com quem você estaria? Aonde? E fazendo o que?

Pensa aí e conte pra gente nas redes sociais. Não esqueça de citar o ResumoCast.

Quem sabe esse dia não pode estar mais próximo do que você imagina!

Quem é Yuval Noah Harari?

Yuval Noah Harari é historiador, filósofo e professor de História na Universidade Hebraica de Jerusalém.

Além de Homo Deus, Harari também é autor dos best-sellers Sapiens e 21 Lições Para o Século XXI.

Esse podcast substitui a leitura do livro Homo Deus?

Não queremos que você deixe a leitura do livro de lado.

Além de escutar este podcast com o resumo, recomendamos que você leia o best-seller Homo Deus na íntegra.

Use o ResumoCast como uma espécie de curadoria do próximo livro que você vai ler! É o que a maioria dos nossos ouvintes fazem.

Capa do livro Homo Deus, do autor Yuval Noah Harari

Somos parceiros da Amazon, e quando você faz a compra através do nosso link (clique na capa do livro ☝️), a gente recebe uma pequena porcentagem da venda.

Assim, você nos ajuda a continuar produzindo conteúdos gratuitos de qualidade e “empoderando a humanidade com o conhecimento dos livros”.

E tem mais: além de respeitar as leis sobre os direitos autorais — tanto da editora como do autor —, você terá em mãos um material muito melhor do que um simples PDF baixado de graça na internet.

Homo Deus no YouTube

Novidade: ESCUTE este artigo
Voiced by Amazon Polly
A newsletter do ResumoCast

A newsletter do ResumoCast

Quer receber dicas de livros para empreendedores e ficar por dentro das últimas novidades do ResumoCast?

Obrigado, agora você está cadastrado na nossa newsletter