Fale sempre menos que o necessário, essa é uma das leis do poder do livro “As 48 Leis do Poder” de Robert Greene.

Se você quer conhecer mais sobre as leis do poder, escute esse episódio aqui.

FALE MENOS PARA ERRAR MENOS

Um velho ditado já dizia: “É melhor ficar em silêncio e deixar que todos pensem que você é idiota do que abrir a boca e deixar que eles tenham certeza”.

Brincadeiras a parte, e deixando o extremismo de lado, essa lição de Robert Greene é poderosa se for explorada da forma correta.

Muitas pessoas acham que é uma fraqueza ficar em silêncio, porém mais erros são cometidos por tentar falar quando não se deve do que por deixar de falar quando deveria.

A verdade é que quanto mais você fala mais você se expõe a riscos, mais você deixa claro para todos a sua posição, mais exposto você se torna.

Em algumas organizações, falar demais e se expor demais pode ser ruim em jogos de poder.

Pode parecer um pouco extremo, ficar pensando em jogos de poder dentro de organizações, quando todos deveriam estar somando e trabalhando em prol da organização, mas a realidade é que isso acontece.

Assim como você não vai trabalhar de bermuda e chinelo por conta do que seu cliente vai pensar de você, você também deve cuidar do que fala, pois isso dirá muito sobre você.

SABENDO O MOMENTO CERTO DE FALAR

Entenda que falar menos que o necessário não é sobre não falar.

É sobre falar pouco, e nos momentos corretos.

Em uma reunião de grandes debates e decisões, uma fala expõe seu ponto de vista, e torna difícil depois você voltar atrás.

Se falar uma besteira, fica complicado de concertar, se falar algo que diverge da opinião de um líder, pode gerar atritos.

Falar por último é como jogar um jogo que você já viu a carta dos outros participantes, pois eles falaram primeiro e lhe deram informações, assim fica mais fácil se posicionar.

Você sabe a opinião de cada um, você já enxergou as ideias e agora pode somar o que for valioso, além de evitar se meter em encrencas ou falar algo errado.

USANDO A FALA DOS OUTROS PARA CONSTRUIR SEUS ARGUMENTOS

Grandes líderes muitas vezes não são as pessoas mais inteligentes da mesa.

Pessoas de poder muitas vezes estão lá porque se cercaram de outras pessoas mais inteligentes que elas.

Saber usar a fala dos outros é uma arte que se dominada pode lhe colocar em vantagem e lhe dar poder.

Enaltecer boas ideias cria grandes aliados. Aliviar erros, e pontuar pontos relevantes de uma linha de raciocínio reforça seu valor pelas pessoas.

Muitas vezes em uma reunião sobre um tema que você não domina, ao invés de abrir a boca para falar qualquer coisa e aparecer, você pode atuar como um mediador.

Valorizar a ideia de alguém, mesmo sem concordar, mas colocar as vantagens da ideia de uma segunda pessoa, e conectar com outras ideias já expostas.

Saber sintetizar o que todos já falaram em uma linha de raciocínio que facilite a execução, bem como organizar todos os pensamentos daqueles que trouxeram suas ideias muitas vezes é mais valioso do que as próprias ideias.

Você não acrescentou nada de novo, mas simplesmente por organizar a informação e manter o espírito de equipe ganhou aliados, respeito e poder.

Pense bem na próxima vez antes de falar. Se estiver na dúvida, escute mais primeiro, e só depois se posicione.

 

Artigo produzido por André Macan

Membro do time ResumoCast.

 

Novidade: ESCUTE este artigo
Voiced by Amazon Polly
A newsletter do ResumoCast

A newsletter do ResumoCast

Quer receber dicas de livros para empreendedores e ficar por dentro das últimas novidades do ResumoCast?

Obrigado, agora você está cadastrado na nossa newsletter