Se você acha que as coisas estão piorando no mundo, está totalmente errado.

O mundo não pode ser compreendido sem números, mas também não pode ser compreendido somente com números.

Em Factfulness, o autor e palestrante Hans Rosling nos ensina como desenvolver o hábito libertador de só ter opiniões baseadas em fatos.

OUÇA o resumo completo do livro 👇

O que você vai aprender nesse episódio

  • O que é Factfulness?
  • Por que estamos nos saindo pior do que os chimpanzés?
  • Como melhor e ruim podem coexistir?
  • Por que notícias ruins geram mais audiência?
  • O que é o instinto de separação?
  • O que é o instinto de generalização?
  • O que é o instinto de linha reta?
  • Dados que provam de que o mundo está se tornando um lugar melhor
  • O que é o instinto de tamanho?
  • Por que não podemos analisar um número isolado?
  • O que é o instinto da urgência?
  • Por que algumas pessoas enganam outras pessoas com número adulterados?
  • Para quem é esse livro?
  • Frases do livro para colocar no outdoor
  • Desafio para o ouvinte
Tribo de apoiadores do ResumoCast

Para quem é esse livro?

Esse livro é pra aquele seu tio, amigo, companheiro de trabalho saudosista e pessimista que toda vez que vocês se encontram fala que o mundo está uma droga, que bom era na época dele, que a humanidade não tem jeito.

Também recomendamos esse livro para qualquer pessoa que tem o hábito de assistir ao jornal e acompanhar as notícias nos principais canais de TV, achando que assim estão bem informadas sobre o mundo.

5 ESTALOS do livro

Selecionamos 5 ideias do livro Factfulness que você vai escutar nesse episódio:

#1 ideia central

Precisamos substituir nossa visão dramática de mundo por uma baseada em fatos.

Ao fazermos isso, vamos entender o mundo de uma maneira mais ampla, com dados e não apenas achismos. Isso nos permite tomar decisões melhores, inclusive nos negócios.

Depois de questionar mais de 12mil pessoas sobre fatos, Hans e sua equipe perceberam que a grande maioria estava muito longe das respostas certas.

Isso serviu de evidência que por diversos motivos nós interpretamos fatos com exagero e drama e geramos stress desnecessário e tomadas erradas de decisão.

O livro traz ferramentas para questionarmos melhor os fatos.

#2 Instinto de negatividade

Nossa tendência é prestar atenção mais nas coisas ruins do que nas boas.

Mas o mundo definitivamente não está piorando. Pelo contrário.

Na sua opinião o mundo está melhorando, piorando ou continua o mesmo de sempre?

O autor diz que uma das frases que ele mais escuta é “o mundo está piorando”.

É claro que existem muitas coisas ruins no planeta. Porém, existem muito mais coisas boas, milhares de melhorias.

O problema é que notícias boas não são tão divulgadas como as notícias negativas. Histórias sobre melhorias graduais raramente ganham destaque na mídia.

E, graças à crescente liberdade de imprensa e ao avanço da tecnologia, ouvimos cada vez mais sobre desastres do que jamais havíamos ouvido antes.

Exemplo: ao longo dos últimos 20 anos, a proporção de pessoas vivendo em extrema pobreza caiu quase que pela metade. Mas nas pesquisas feitas pelo autor, apenas 10% das pessoas sabiam disso.

Pra gente ter uma ideia, em 1997, 42% da população da Índia e da China viviam em extrema pobreza. Em 2017, na Índia, esse número já tinha caído para 12%. Na China, 0,7%.

O autor traz no livro alguns gráficos bem interessantes que mostram 16 coisas ruins que estão melhorando no mundo e 16 coisas boas que estão aumentando.

A lição aqui é: espere por notícias ruins. Lembre-se de quer informações negativas têm muito mais chances de chegar até nós.

Mudanças positivas raramente chegam até você. Você é quem precisa ir até elas.

#3 Melhor e Ruim

Uma das grandes dificuldades que temos em perceber que o mundo está melhorando é que não conseguimos entender que as palavras melhor e ruim podem coexistir.

Se 100 crianças morrem por minuto em um país, é evidente que isso é ruim.

Se no ano seguinte, esse número diminuir para 80, as coisas estão melhores mas ainda estão ruins.

Vamos a um exemplo mais próximo para o ouvinte do Resumocast.

Se você em um ano não lê nenhum livro, isso é ruim.

Se no ano seguinte lê apenas metade de um livro, isso ainda é ruim, mas definitivamente está melhor.

#4 Instinto de generalização

O instinto de generalização faz com que a gente pense que “todos eles são iguais”.

Todo mundo categoriza e generaliza o tempo todo — de forma inconsciente.

Exemplo: político é tudo ladrão, homens são todos iguais etc.

O problema é que isso faz com que a gente tenha opiniões bem erradas sobre coisas, pessoas e países.

É uma armadilha que pode fazer com que a gente se apresse em tirar conclusões sobre toda uma categoria com base apenas em alguns poucos exemplos, ou até mesmo um único exemplo.

O instinto de generalização faz com que a gente pense que “todos eles são iguais”. E isso não é verdade.

E nós generalizamos sempre a partir do que é normal nos ambientes em que a gente convive (casa, trabalho). Isso faz parte do nosso sistema de crenças, que muitas vezes pode acabar nos prejudicando.

A dica aqui é: tenha cautela em relação “à maioria”. Lembre-se que a maioria pode ser 51% ou 99%, e que existe uma enorme diferença nisso.

Se alguém te dá um exemplo e quer tirar conclusões precipitadas sobre um grupo, peça mais exemplos.

#5 Uma evolução lenta ainda é uma evolução

Outra dificuldade que temos de perceber que o mundo está melhorando é que só enxergamos uma mudança quando ela é drástica.

Existem muitas evoluções lentas que estão acontecendo na frente dos nossos olhos.

Imagine que o índice de desenvolvimento humano do seu país vem crescendo 2% ao ano.

Talvez você não perceba isso ao andar na rua, mas em 25 anos, que é muito pouco tempo se consideramos a história, a evolução será de 50% se os números se mantiverem.

Vamos dar mais um exemplo mais conectado ao nosso ouvinte.

Muita gente tem dificuldade de ler pq tem medo ao encarar aquele livro empoeirado na estante.

Mas já imaginou se você começar lendo 1 página no primeiro dia de leitura e cada dia ir aumentando 1 página na sua meta?

Em um mês poderá estar lendo 30 páginas por dia e quem sabe um dia, um livro por semana, como a gente aqui no ResumoCast.

Saber que uma evolução lenta ainda é uma evolução é uma grande vantagem não só pra implementar na sua rotina, mas principalmente pra perceber que o mundo está sim evoluindo.

Frases do livro para colocar em um outdoor

“O mundo não pode ser compreendido sem números, mas também não pode ser compreendido somente com números”

“Tendemos a esquecer das dificuldades de ontem e supervalorizar as de hoje”

“As mudanças positivas podem ser mais comuns, mas elas não chegam até você. Você precisa descobri-las”

Desafio para o ouvinte

Ouvinte, chegou a sua vez! O desafio de hoje é um tanto quanto inédito.

O tempo todo no livro o autor fala dos gráficos que criou e das ferramentas que disponibilizou.

Tudo isso está presente no incrível site Gapminder.

Se você escutou esse episódio e já está com uma visão mais otimista do mundo, entre no site e veja os gráficos de expectativa de vida, mortalidade infantil e muito mais.

Já fizemos isso e foi uma grande cereja no bolo para a transformação que o livro nos proporcionou.

Quem é Hans Rosling?

Hans Rosling foi médico e professor de Saúde Internacional na Suécia.

Mundialmente conhecido por suas palestras no TED, Hans foi listado como uma das 100 personalidades mais influentes do mundo pela revista Time.

Esse podcast substitui a leitura do livro Factfulness?

Não queremos que você deixe a leitura do livro de lado.

Além de escutar este podcast com o resumo, recomendamos que você leia o best-seller Factfulness na íntegra.

Use o ResumoCast como uma espécie de curadoria do próximo livro que você vai ler! É o que a maioria dos nossos ouvintes fazem.

Capa do livro Factfulness, de Hans Rosling

Somos parceiros da Amazon, e quando você faz a compra através do nosso link (clique na capa do livro ☝️), a gente recebe uma pequena porcentagem da venda.

Assim, você nos ajuda a continuar produzindo conteúdos gratuitos de qualidade e “empoderando a humanidade com o conhecimento dos livros”.

E tem mais: além de respeitar as leis sobre os direitos autorais — tanto da editora como do autor —, você terá em mãos um material muito melhor do que um simples PDF baixado de graça na internet.

Factfulness no YouTube

Novidade: ESCUTE este artigo
Voiced by Amazon Polly
A newsletter do ResumoCast

A newsletter do ResumoCast

Quer receber dicas de livros para empreendedores e ficar por dentro das últimas novidades do ResumoCast?

Obrigado, agora você está cadastrado na nossa newsletter