Quem disse que religião não combina com inovação? A startup brasileira inChurch aposta em criar apps e sites personalizados para igrejas, e conseguiu agora R$ 5 milhões para expandir o negócio. O salto de fé veio de uma rodada privada de investimentos. A Smart Money Ventures forneceu a maior parte, seguidada Eduzz, plataforma para vendas de produtos digitais.

O grande plano da companhia, fundada em 2017 no Rio de Janeiro, é “revolucionar a gestão de organizações religiosas”. Além de aplicativos para celulares e sites, a inChurch produz totens de autoatendimento, onde os fiéis podem se inscrever para eventos, realizar doações em crédito, débito ou dinheiro, fazer pedidos de oração e outras funções. Vende ainda uma maquininha que aceita as bandeiras dos principais cartões.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

App inChurch. Imagem: Divulgação

Outro recurso tecnológico que ganhou moral na pandemia são as lives de arrecadação. A startup também realiza este serviço com recurso multiplicador de audiência, isto é, que dispara automaticamente postagens e alertas no app, site e redes sociais da igreja.

Segundo os números divulgados pela própria inChurch, ela tem 700 mil usuários cadastrados. A projeção é de obter mais 2 milhões de usuários nos próximos quatro meses. Diz também possuir mais de 870 denominações diferentes como clientes, com mais de 30 mil igrejas.

“Vamos investir pesado em inovação e qualidade, para que a solução se torne ainda mais relevante para essas organizações, seus membros e visitantes, e para isso abrimos dezenas de vagas, inclusive para trabalho remoto”, afirma Pedro Franco, co-CEO da inChurch.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.



Link original