empreendedorismo na pandemia
Empreendedorismo na pandemia: startups podem diminuir os impactos.

O empreendedorismo ganhou destaque com a pandemia, crescendo mais de 14% no ano de 2020. Dessa forma, também surgiram novas startups e negócios, que ajudaram a melhorar a economia nestes tempos.

Por conta do aumento do desemprego no Brasil, muitas pessoas tentaram novos desafios, seja por necessidade ou para aproveitar o momento de crise.

Assim, uma ótima forma de diminuir os impactos da pandemia em nossa sociedade é continuar com o crescimento e surgimento de startups.

Mas o que é Startup?

É um grupo de pessoas, empreendedores ou organização que procuram encontrar um modelo escalável e sustentável de negócio. Não precisa ser necessariamente uma empresa para isso.

Assim, a forma mais comum de startup que estamos acostumados é de uma empresa jovem (de surgimento). Ela irá atuar em um ambiente de incertezas e quer trazer uma inovação ao mercado.

Dessa forma, quem participa de uma startup está disposto a colocar a “cara pra bater”, para conseguir trazer o melhor produto ou serviço. O objetivo é de atender a quem precisa ou curar a dor do cliente (no caso, conseguir resolver um problema).

No momento em que enfrentamos uma crise, tanto na saúde, na economia e educação, é notável que as Startups podem diminuir os impactos da pandemia.

O motivo? Elas são mais ágeis e conseguem implementar rápido soluções de telemedicina, logística de entregas, homeschooling e outros!

Por isso, investir em Startups é um dos melhores caminhos para alcançar esse resultado. Você vai ver aqui 3 impactos que startups podem diminuir na sociedade no pós-pandemia!

1)    Gerar empregos

Com novas startups crescendo e começando suas atividades, a busca por profissionais para ajudar nesse processo será importante. Isso vai gerar demanda para trabalhos e, consequentemente, vai gerar novos empregos.

Para muitas pessoas que perderam o trabalho diante do isolamento social conseguiram encontrar uma nova oportunidade, até mesmo home-office! Isso graças às várias startups que decolaram neste período.

Dessa forma, isso melhora não só na economia, mas dá chances para muitas pessoas recomeçarem suas histórias, mesmo diante das dificuldades.

2)    Melhorar a qualidade de vida e solucionar problemas

startups cresceram durante a pandemia.

Preocupados em trazer novas soluções, as startups surgem com novos produtos e serviços que estão em falta na sociedade. Assim, ela melhora muitos aspectos em vários setores, como na logística, educação, e principalmente na saúde!

Assim, problemas novos vão pedir soluções rápidas e eficazes!

Por isso, essas inovações só vão agregar ainda mais na melhoria da qualidade de vida das pessoas nos dias atuais. Isso levou a muitas pessoas não sentirem tanto, seja na saúde física ou mental, os efeitos da pandemia.

3)    Desbravar propostas que funcionam, e aprender com o que não ainda não deu certo

As startups têm como “ideia” que irão fracassar de forma rápida. E mesmo aquelas que não dão certo, acabam contribuindo para o ecossistema com lições valiosas sobre como os consumidores se comportam diante das propostas apresentadas.

Por exemplo: supondo que uma startup de telemedicina acabou fracassando, pois localizava os seus atendimentos em regiões onde as pessoas não têm internet estável, ou intimidade com a tecnologia.

Na verdade, isso não significa que o conceito de telemedicina não funcione, mas serve como um alerta para outras startups. No caso, sobre serviços que demande conexão estável ou clientes confortáveis em utilizar tecnologia, nestas regiões específicas.

Dessa forma, acreditamos que podemos combater os efeitos da pandemia com empreendedorismo! Por isso, criamos um movimento chamado MOV-19, que tem como meta arrecadar R$ 1.000.000,00 para acelerar remotamente 10 startups, inovando e criando modelos de negócios disruptivos.

Quer saber como você pode entrar para o movimento? Se você é empreendedor, investidor, gestor ou empresa líder de mercado, você vai se interessar pelo que vai ver no nosso MOV-19!

Novidade: ESCUTE este artigo
Voiced by Amazon Polly